23/05/2016

Resenha de Livros - Sementes no Gelo

Olá kawaiizudinhos, tudo bem com vocês?
Quero pedir desculpas pelo sumiço, mas as coisas na faculdade andam me enlouquecendo. Eu estou com dor de cabeça (nesse momento) de tantos trabalhos, afazeres e textos pra estudar. Resolvi dar uma pequena pausa pra relaxar e escrever esse post rapidinho sobre esse livro mara de um dos meus autores preferidos: André Vianco.

Para entender minha paixão pela escrita desse cara: Lá estava eu, no meu primeiro ano do Ensino Médio. Eu sempre fui uma aluna muito aplicada, gostava muito de ler. Sempre gostei, desde criança. Isso me ajudava bastante a tirar boas notas no colégio e a ter facilidade com redação, o que me tornava uma espécie de "queridinha" dos professores(as) de português deve ser porque eu era a única que não reclamava na hora da redação. Um belo dia minha professora de português me disse que a filha havia ganhado um livro, e que toda vez que ela olhava pra ele, lembrava de mim. Eu já tinha o estilo meio que alternativo nessa época haha Ela questionou se eu gostava de livros de suspense/terror, e eu prontamente disse que sim, porque estava numa vibe bem sorumbática nessa época. Pra vocês terem uma ideia, o meu poeta preferido desde o Ensino Médio era o Álvares de Azevedo ♥ Enfim... Ela me disse que o livro tratava de vampiros e era muito interessante, e pouco depois ela o emprestou pra mim. Eu li esse livro tão rápido que quando eu devolvi, ela arregalou os olhos! >▽< Se tratava de Os Sete, o melhor livro de vampiros que eu já li até hoje chupa Stephenie Meyer. Nada de vampiros brilhando no sol, nem mocinhas assustadas. Os vampiros de Os Sete são ruins, muito ruins mesmo. Do jeito que fariam Drácula sorrir de orgulho e sua mãe gritar: Cruz Credo! A escrita do André é maravilhosa. O suspense é truncado, fechado, do jeito que te faz roer as unhas dos pés de curiosidade e se sentir perdido nas próprias deduções. Ao mesmo tempo, ele sabe como ir jogando os acontecimentos no enredo de um jeito que te deixa completamente surpreso. Fora que o André tem uma característica muito interessante, que é situar tudo no Brasil. Não tem nada de estrangeiro nos livros dele: os vampiros saem por São Paulo como se nada tivesse acontecido.
Agora que você já conhece esse autor legal e um pouco da minha adolescência inútil, vou falar do livro que terminei recentemente: Sementes no Gelo.


O leitor irá ingressar no território dos espíritos atormentados, impedidos de reencarnar. Muitos se enraivecem e lançam sua fúria sobre todos que lhe chamam atenção ou cruzam seu caminho. Um detetive, por acaso, desvenda os mistérios em torno desses espíritos, tornando-se o inimigo número um das perigosas e assustadoras entidades.
        Assim como Os Sete, Sementes no Gelo também é um suspense. Mais suspense do que terror, na minha opinião. Rico em detalhes. Não é tão surpreendente quanto o primeiro, mas dá suas injeções de adrenalina em seus leitores, principalmente os apreciadores de enredos místicos e fantasmagóricos. Não vou encher isso aqui de Spoilers, mas vamos lá.
    O enredo gira em torno de acontecimentos estranhos envolvendo "fantasmas" de crianças e assassinatos de adultos relativamente ruins. Enquanto isso, um detetive chamado Tânio Esperança fora contratado por uma antiga amiga que alegava estar sendo perseguida por um fantasma, também de criança. Tânio a princípio questiona tal existência, mas conforme o desenrolar da coisa toda, acabamos descobrindo estranhas ligações entre essas crianças. Eu vou adiantar um Spoiler aqui, mas só porque isso fica evidente em frases soltas na sinopse do próprio livro: Essas crianças tratam-se de embriões! Isso mesmo. Embriões congelados que não foram utilizados pelos "pais" e que estão por aí, matando pessoas. Agora, para descobrir por quê... Cabe a você ler esse livro com final surpreendente e incrível!
      Confesso que assim como em Os Sete, o André conseguiu me pegar. Eu ficava perdida nas minhas deduções ( e eu sou boa em deduções!). Apesar de ser uma leitura curta, o assunto é interessante e quando você fecha o livro, começa a se questionar sobre o assunto. Se os embriões descartados eram realmente "vidas" ou não. Dá um certo nó na cabeça.
Eu li algumas resenhas a respeito e em uma delas o livro foi bastante criticado,  taxado de "enredo mal trabalhado"... Eu particularmente gostei do livro. Senti falta de ter mais páginas para devorar, visto ele tem trabalhos bem maiores. Para mim, foi uma leitura bastante agradável e eu indicaria com certeza. Ah, e devo ressaltar que o autor faz referência a outras obras dele em Sementes no Gelo, e eu achei isso bem legal.
     É isso kawaiizudinhos. Esse post foi meio diferente, acho que nunca fiz uma resenha de livro pra vocês antes mas era algo que eu já queria ter feito há muito tempo. O problema é que com a faculdade, eu já tenho coisas demais para ler e assim não posso me dedicar a leitura por diversão #mimimi.
     Espero que tenham gostado do post. Preparem um chocolate quente, cobertor e peguem esse livro numa tarde de chuva. Não há nada melhor.
Kissu da Shima-chan ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário